Vendas (11) 5081-7151 Suporte (11) 9 8231-5331

Você sabe como funciona a Estimulação Magnética Transcraniana?

Conceitos básicos de Eletromagnetismo: A Estimulação Magnética é, na verdade, Elétrica!

Um campo magnético constante, mesmo que muito potente, não é capaz de agir no funcionamento do sistema nervoso. Correntes elétricas, no entanto, tem grande poder de «modular» o sistema nervoso, dependendo do padrão e local em que são aplicadas.

O estimulador magnético foi desenvolvido para aplicar correntes elétricas no sistema nervoso com base na física do eletromagnetismo. O nome correto da técnica, seria "Estimulação elétrica induzida por pulsos magnéticos transcranianos". Entender o mecanismo de ação da estimulação magnética e os seus limites, começa com o entendimento de alguns princípios do eletromagnetismo:

LEI DE FARADAY : Se ocorre uma variação rápida de campo magnético em um elemento que conduza eletricidade, surge ali uma corrente elétrica. Um campo magnético constante, mesmo muito intenso, não gera corrente elétrica, apenas "alinha" os pólos das moléculas no mesmo sentido do campo. Alinhamento de moléculas não provoca nenhum efeito no sistema nervoso.

Importância na EMT : não olhe apenas a intensidade do campo magnético (quantos Tesla pode produzir tal equipamento e tal bobina), mas a duração do pulso. Quanto mais curto for o pulso, mais eficaz será a indução de corrente. A duração de pulso ideal para induzir potenciais de ação em neurônios é ao redor de 200µs.

A INTENSIDADE DO CAMPO MAGNÉTICO cai na proporção do quadrado da distância à fonte que o gerou : se o campo magnético fosse originado em um ponto e a 1cm de distância desse ponto ele fosse 1 Tesla, ao se multiplicar a distância por 2 a intensidade que resulta é dividida por dois duas vezes. Em outras palavras: se dobra a distância, a intensidade é dividida por quatro, se triplica a distância, a intensidade é dividida por 9.

Importância na EMT : Com desenhos de bobina que geram campos sobrepostos, pode-se obter um pouco de efeito de somação onde os campos se cruzam, mas isso não muda o fato de que cada gerador de campo tem a intensidade muito maior na superfície do que na profundidade. Estimular à profundidade sempre se dá às custas de estimular ainda mais a superfície.

O SENTIDO DA CORRENTE induzida pelo campo magnético é paralelo e inverso ao sentido da corrente elétrica que gerou o campo magnético

Importância na EMT : Não é apenas a posição do centro da bobina que importa para o tratamento, mas a sua orientação. A corrente induzida pela EMT no córtex corre paralela à superfície e por isso provoca potenciais de ação preferencialmente em neurônios com essa orientação. Mais precisamente: axônios na mesma direção e com sentido do potencial de ação fisiológico contrário ao da corrente induzida. Ao se obter o limiar motor com neuronavegação isso é visível facilmente: a melhor resposta ocorre quando o eixo da corrente é transverso ao giro cortical que delimita a área motora, portanto paralelo ao eixo dos neurônios pré-motores. O mesmo conceito é válido para o posicionamento da bobina na área terapêutica quando se usa neuronavegação: não basta levar em conta a posição correta para o tratamento, mas a angulação correta em relação ao giro cortical e talvez seja útil até mesmo a projeção subcortical daquela região, definida pela tractografia.

Seleção do protocolo terapêutico

 

Resposta imediata não é modulação. Modulação cortical é algo análogo aos processos de memória e condicionamento. Assim como há programas de exercício físico mais eficazes, protocolos terapêuticos podem diferir na eficácia. Para uso clínico, é preciso selecionar algum protocolo terapêutico que tenha sido testado com base em um estudo clínico bem planejado.

Segurança dos protocolos terapêuticos : Praticamente o único risco associado à Estimulação Magnética Transcraniana é a indução de um crise convulsiva. Quanto maior a potência, frequência e duração do trem de pulsos contínuo, maior o risco de induzir uma crise. O último consenso sobre os limites de segurança data de 2009 e o texto integral pode ser obtido nesse link. Para cada potência (definida em porcentagem do limiar motor) e frequência, há uma duração máxima de trem de pulsos. Deve-se também respeitar contra-indicações: epilepsia mal-controlada, prótese metálica intra-craniana (como clipe da neurisma, válvula de derivação ventricular).

 

Escolhendo o equipamento ideal

  Conheça as principais caracteristicas do Equipamento para Estimulação Magnética Transcraniana (EMTr)
 
Módulo principal Neuro-MSD

Módulo principal: O módulo princial é capaz de aplicar todos protocolos terapêuticos já aprovados pelo CFM


Bobinas de estimulação magnética

Bobinas: 10 formatos de bobina para estimulação superficial ou profunda e diferentes aplicações terapêuticas e diagnósticas


Software Neuro-MS.NET

Software: Software de controle com atualizações gratuitas e instalável em qualquer notebook Windows


Módulo principal Neuro-MSD

Módulo de refrigeração: Módulo opcional para refrigeração líquida silenciosa de alto desempenho


Módulo principal Neuro-MSD

Módulo de recarga rápida: Módulo opcional para aplicação de bursts até 100Hz (theta burst) e altas frequências sem perda de potência (100% de potência a 20Hz)


Neuronavegação

Neuronavegação: O equipamento de estimulação magnética Neuro-MSD possui integração ao Neuronavegador NeNa da Brainscience tools BV

Contato

  • Vendas (11) 5081 7151
  • Suporte (11) 5081 7024
  • contato@kandel.com.br

Escritório Comercial

  • Rua Vergueiro, 2253, CJ 1406
  • Vila Mariana - São Paulo - SP
  • CEP 04101-100

Centro de Distribuição

  • Rua Duque de Caxias, 128, SL 4
  • Centro - Serra Negra - SP
  • CEP 13930-000

Redes Sociais